Mobiliza-te!
Não mates a esperança, não esperes para actuar!

Sábado, 4 de Abril de 2009
Objectivo 8: Criar uma parceria mundial para o desenvolvimento

 

  • Meta 12: Continuar a desenvolver um sistema comercial e financeiro aberto, baseado em regras, previsível e não discriminatório.
  • Meta 13: Satisfazer as necessidades especiais dos Países Menos Avançados.
  • Meta 14: Satisfazer as necessidades especiais dos países sem litoral e dos pequenos estados insulares em desenvolvimento.
  • Meta 15: Tratar de forma integrada o problema da dívida dos países em desenvolvimento, através de medidas nacionais e internacionais, por forma a tornar a sua dívida sustentável a longo prazo.
  • Meta 16: Em cooperação com os países em desenvolvimento, formular e aplicar estratégias que proporcionem aos jovens trabalho condigno e produtivo.
  • Meta 17: Em cooperação com as empresas farmacêuticas, proporcionar o acesso a medicamentos essenciais a preços acessíveis, aos países em desenvolvimento.
  • Meta 18: Em cooperação com o sector privado, tornar acessíveis os benefícios das novas tecnologias, em especial das tecnologias de informação e comunicação.

 

"Todos os Estados membros da ONU subscreveram no ano 2000 a Declaração do Milénio, prometendo apoiar uma “parceria global para o desenvolvimento”. Os países pobres concordaram em pôr em prática políticas e orçamentos no sentido de alcançarem os ODM. Em troca, os países ricos concordaram em apoiar os países em desenvolvimento no esforço de atingirem os ODM, em três áreas fundamentais:

 

O perdão da dívida é crucial para o alcance, dado que para muitos países é impossível pagar a sua dívida externa e transferir recursos para programas de desenvolvimento e serviços sociais. Sem o fardo da dívida, vários países conseguiram melhorar os serviços sociais.

 

A Ajuda Pública para o Desenvolvimento (APD) fornece aos países em desenvolvimento os recursos adicionais necessários para investir nas reformas cruciais para o desenvolvimento sustentável e para a obtenção dos ODM.

 

Políticas comerciais que considerassem a situação especial e os obstáculos com que se deparam os países em desenvolvimento na economia global poderiam ter um impacto positivo no desenvolvimento e nos ODM. Dado que 70% da população nos países pobres conta com a agricultura para a sua subsistência, as práticas comerciais injustas têm um impacto acrescido nas pessoas mais pobres."

 

 



publicado por Mobiliza-te às 22:49
link do post | Dar esperança | favorito

Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009
Apresentação

Somos um grupo de Área de Projecto da Escola Secundária de Ermesinde e pretendemos ao longo do ano elaborar um trabalho sobre a Pobreza.

Porquê a Pobreza? Sim, pode ser essa a pergunta que nos querem fazer e foi essa a questão que colocamos a nós mesmos logo após a escolha deste tema, mas sinceramente só a fizemos uma vez pois ao tentar descobrir a sua resposta deparámo-nos com o cenário aterrador que o mundo atravessa.

Sim, estava decidido, o nosso projecto para este ano seria a Pobreza, mas mais do que isso, o grande objectivo seria mostrar aos outros porquê a Pobreza, dar-lhes a conhecer a resposta e finalmente juntos lutar contra esta situação … levantar-nos contra a Pobreza.

Existem 307 milhões de pessoas a viver no limiar da Pobreza e digámos que estes são números perfeitamente esclarecedores e motivantes para um projecto como este. Temos de começar do zero, é certo, e nem de perto nem de longe todas estas pessoas irão beneficiar do nosso esforço, mas temos a certeza que alguma coisa iremos conseguir.

Tal como a ONU, também nós temos metas, também nós temos sonhos e acreditámos que esses SONHOS são a nossa maior força.

“A Pobreza é uma carga leve e pesada”, mas no nosso entender muito mais pesada que propriamente leve: nem nós sabemos o que será o desespero constante causado pela fome, pelo frio, o peso de não ter um lugar certo, um sítio onde descansar depois de mais um dia de sobrevivência. De leve, só se for a consciência, já demasiado cansada e gasta para sequer se sentir pesada. Mas, mais uma vez, somos nós e outros como nós que podem a pouco e pouco mudar esta situação.

Olhamos à nossa volta e apercebemo-nos de uma sociedade demasiado egoísta onde um homem estendido no chão, uma campanha, uma notícia mais negra que chega de África passam despercebidos.

Não, ninguém olha, ou melhor ninguém vê … Mas da mesma maneira que nos perguntam porquê a Pobreza? Nos também vos perguntamos o porquê desta atitude, afinal, já toda a gente viu um sem abrigo, uma mensagem muitas vezes esquecida ou uma criança africana onde a única expressão é a do aperto dos ossos contra a pele.

A diferença é uma: nós queremos actuar, nós queremos ser a marca da diferença, nós queremos erradicar a pobreza, chegar a 2015 e dizer que fizemos parte deste projecto.

Para isso é preciso acreditar que nada é impossível, mas mais do que isso … lutar.

Porquê a Pobreza … Ainda tens dúvidas? 
 



publicado por Mobiliza-te às 22:29
link do post | Dar esperança | favorito






Copyright © 2009 / Mobiliza-te!
A ignorância não é desculpa, não fiques indiferente!
.Mobiliza-te!
.Actual

. Objectivo 8: Criar uma pa...

. Apresentação

.Arquivo

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.tags

. todas as tags

.Links
.Pesquisar
 
.subscrever feeds